Top Team Scania

NÚMERO 1 – Julho 2018

SCANIA TOP TEAM, DESAFIO DE GIGANTES DA ÁREA DE SERVIÇOS

Time da Brasdiesel de Ijuí formado em 2013 mostra trajetória de sucesso

Brasil está na semifinal do Top Team

Competição testa o nível de conhecimento teórico e prático dos participantes, que depois aplicam o aprendizado no atendimento ao cliente

São Bernardo do Campo se transformará em um campo de disputa amanhã (15), sábado (16) e domingo (17). A cidade recebe a final regional do Top Team, torneio mundial realizado pela Scania para valorizar e incentivar a capacitação dos profissionais de serviços da rede de concessionárias. A edição 2017-2018 tem um aperitivo a mais. A equipe BTec, da Casa Brasdiesel, de Ijuí, do Rio Grande do Sul, representará o Brasil, competindo com outros sete países – Chile, Argentina, México, Uruguai, Peru, África do Sul e Quênia – para tentar garantir uma vaga na final mundial. Os dois primeiros colocados dos oito países serão classificados para a grande final que será realizada em 6 e 7 de dezembro, na Suécia.

Raciocínio rápido, agilidade nas tarefas e conhecimento técnico. Todos esses pontos envolvem as fases do Top Team e, para ficar a um passo da final, os integrantes da BTec precisarão mostrar suas habilidades e seu profissionalismo em todos esses quesitos. A final regional tem início amanhã (15) com o evento de abertura e um jantar no hotel em que as equipes ficarão hospedadas. No dia seguinte, começa a decisão com uma prova teórica e quatro estações práticas. A prova escrita pode conter questões de oficina e conhecimentos gerais Scania e, a parte dinâmica, situações ligadas ao trabalho diário de uma concessionária. As equipes já ficam sabendo no próprio sábado quem irá brigar pelo primeiro lugar na grande final.

Essa fase da competição segue a mesma linha da final nacional, etapa que antecede a regional e que define o melhor de cada país que continua no torneio. Além disso, na nacional, os países finalistas participam de toda a organização da disputa junto com a Suécia. Na regional é diferente, as atividades são comandadas e elaboradas somente pela Suécia. Nesta edição da nacional, por exemplo, na parte prática, o grupo precisou identificar falhas no sistema de freios eletrônicos, na transmissão, que envolvia o sistema retarder (freio auxiliar), precisou elaborar projeto e implementá-lo no Training Model do BCI (Bodywork Communication Interface), e uma última tarefa que incluía o motor, o recém-lançado XPI.

Os times tiveram 20 minutos para preparar sua estratégia e outros 20 para resolver cada fase, tudo sob pressão do relógio e o olhar atento dos juízes. Coordenado pela Scania Academy, responsável pelos treinamentos da marca, os juízes avaliaram o diagnóstico fornecido pelos finalistas, a reparação, o grau de segurança executado e o tempo gasto com os produtos.

Ao lado da BTec, outras nove equipes disputaram a etapa nacional, com destaque para a Rio Preto Top Line da Escandinavia (São José do Rio Preto – SP), que ficou com o 2o lugar na nacional; e a Power Diesel da Brasdiesel (Caxias do Sul – RS), que levou o 3o lugar na etapa e tem como integrante Daiane Lima dos Santos, primeira mulher finalista do torneio nacional. A Griffin Tec, também da Brasdiesel (Caxias do Sul – RS); Os Maragatos da Suvesa (Pelotas – RS); a Top Service e a Power Team da P. B. Lopes (Londrina – PR); a Equipe Meville da Mecânica de Veículos Piçarra (Joinville – SC); a Carioca da Equipo Máquinas e Veículos (Rio de Janeiro – RJ); e o The Strongests da Itaipu (Contagem – MG) foram os outros times que participaram da fase nacional.

“O Top Team é muito mais que uma competição. É a valorização do trabalho dos profissionais da área de serviços. A disputa faz com que os participantes se dediquem aos estudos e aos treinamentos oferecidos pela Scania, contribuindo para o aperfeiçoamento profissional de cada um. As etapas são desafiadoras, envolvem conhecimento profundo dos produtos da marca e sua evolução tecnológica”, afirma Fabio Souza, diretor de Serviços da Scania no Brasil. A competição mostra também que todo empenho, treinamento e trabalho empregado pelas equipes resulta em um serviço cada vez melhor e mais qualificado ao cliente”, complementa o executivo.

A edição 2017-2018 do tradicional torneio mundial deu o pontapé nas atividades com o período de inscrição em setembro de 2017. Em seguida foi iniciada a primeira etapa com a fase teórica. Realizada em outubro e novembro de 2017, contemplou duas provas em que as equipes participantes responderam a 100 questões sobre o dia a dia de uma concessionária e sobre conhecimentos técnicos dos produtos da marca.

“A BTec é Brasil na semifinal. Esperamos realizar um ótimo trabalho em equipe e conquistar uma das vagas para a final mundial na Suécia em dezembro. O segredo para este resultado foi um trabalho intenso para somar técnica, dedicação, união e preparação psicológica”, enfatiza Marcelo Bueno, um dos integrantes da BTec.

Raciocínio rápido, agilidade nas tarefas e conhecimento técnico. Todos esses pontos envolvem as fases do Top Team

Times sobem ao pódio na final nacional: BTec, Rio Preto Top Line e Power Diesel

PREMIAÇÃO

A competição é recheada de bonificações. Nas etapas teóricas, as dez equipes que seguiram para a nacional receberam certificado e as concessionárias uma placa de reconhecimento, além de kit que foi utilizado durante a nacional pelos integrantes das equipes.

Na nacional, os times que ficaram do 4o ao 10o lugar levaram para casa medalhas. Já o 1o, o 2o e o 3o colocados ganharam medalha e troféu. A diferença foi no valor recebido. O primeiro levou 20 mil reais, o segundo 10 mil e o terceiro cinco mil, dividido entre os membros dos times. Na final regional, se a BTec passar para a grande final, os participantes ganharão a passagem e a hospedagem na Suécia. Já na etapa mundial, os prêmios são: 50 mil euros para o 1o colocado, 30 mil euros para o segundo colocado, e para o 3o, 20 mil euros (70% do valor é destinado à concessionária para ações de desenvolvimento dos profissionais e 30% aos participantes de cada equipe).

CRONOGRAMA FINAL REGIONAL TOP TEAM 2017-2018

SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO

14h: chegada das equipes em São Paulo e transfer para o hotel
18h às 19h: apresentação da competição e suas fases
19h às 20h: abertura oficial
20h às 21h30: jantar

SÁBADO, 16 DE JUNHO

6h: café da manhã
7h às 8h30: equipes se deslocam do hotel até a Scania
8h30: início da competição
17h: término da competição e retorno ao hotel
19h30: jantar de gala e cerimônia de premiação no Grand Hyatt São Paulo

DOMINGO, 17 DE JUNHO

6h30: café da manhã
9h às 14h: tour por São Paulo – Beco do Batman, Museu do Futebol, Avenida Paulista e almoço de encerramento com culinária brasileira

Os grupos tiveram 20 minutos para preparar sua estratégia e outros 20 para resolver cada fase, tudo sob pressão do relógio e o olhar atento dos juízes

Uma das estações práticas que as equipes tiveram que enfrentar na final nacional

COACH

Você sabia que cada equipe do Top Team possui um coach? Ele é responsável por guiar e preparar o time durante a competição, cobrando maior empenho dos participantes em cada etapa. O da BTec é o Carlos Eduardo Pimentel Leite.

“A BTec é Brasil na semifinal. Esperamos realizar um ótimo trabalho em equipe e conquistar uma das vagas para a final mundial na Suécia em dezembro”

COM CINCO ANOS DE FORMAÇÃO, BTEC CONSTRÓI HISTÓRIA NA BRASDIESEL DE IJUÍ

Dedicação, treinamento e amor pela profissão definem equipe que pela segunda vez participa da final regional

O Top Team movimenta as concessionárias no mundo todo, e no Brasil o engajamento na competição é alto. Suvesa (Pelotas – RS), P. B. Lopes (Londrina – PR), Escandinavia (São José do Rio Preto – SP), Itaipu (Contagem – MG), Equipo Máquinas e Veículos (Rio de Janeiro – RJ), Mecânica de Veículos Piçarras (Joinville – SC) e Brasdiesel (Caxias do Sul e Ijuí – RS) foram algumas das Casas Scania que participaram da competição e marcaram presença na final nacional, com o apoio de diversas torcidas espalhadas pelo país.

Entre as equipes dessas concessionárias que participaram da primeira fase, a classificada para a final regional foi a Brasdiesel, de Ijuí, com a BTec. Formada em 2013 por mecânicos, eletricistas e consultor técnico, os integrantes André Luís Decker, Carlos Fösch, Felipe Daniel Fogaça, Marcelo Bueno e Neilson Goi Freitag são motivo de orgulho para a Casa. O time é bicampeão na etapa nacional e na última edição, realizada em 2014-2015, se classificou na regional e disputou a etapa mundial na Suécia, trazendo para casa o 3o lugar – o primeiro ficou com a Nova Zelândia, e o segundo, com o Reino Unido.

Essas conquistas são frutos de muita dedicação, estudo e paixão pela Scania. Grande parte dos integrantes possui mais de dez anos na empresa, sempre focados no objetivo de oferecer o melhor serviço ao cliente e de, a cada dia, adquirir mais conhecimento e aprendizado. Após a classificação para a final mundial na edição de 2014-2015 e a conquista nacional nesta edição, o sonho ficou mais próximo e por isso os estudos se intensificaram. “Ganhamos formação e treinamento da Scania. Adquirimos mais conhecimento nos conteúdos teóricos e práticos que podem ser tema na regional. Também foram desenvolvidas as habilidades de cada membro e evidenciada a importância do trabalho em equipe”, explica Decker, um dos integrantes da BTec.

“O torneio é uma ferramenta de desenvolvimento que se reflete no atendimento prestado ao cliente. Além da formação intensiva promovida pela Scania, a equipe se preparou tecnicamente e psicologicamente durante meses no centro de treinamento em Caxias do Sul, durante e após o expediente. Temos um time muito forte para chegar a vencer esta etapa e a final”, complementa Claudio Padilha, gerente geral de Pós-Venda da Brasdiesel.

Ficou curioso para saber mais sobre a BTec? O Boletim Especial Top Team traz a trajetória de cada profissional desse time da Brasdiesel, suas preferências e hobbies.

“O torneio é uma ferramenta de desenvolvimento que se reflete no atendimento prestado ao cliente. Além da formação intensa promovida pela Scania, a equipe se preparou durante meses no centro de treinamento em Caxias do Sul”

Você sabe o que é BTec?

O ‘B’ vem de Brasdiesel e o ‘Tec’ de técnicos. A ideia é representar todos os profissionais técnicos da Brasdiesel.

BTec e o coach que conquistaram vaga para a final regional

O time é bicampeão na etapa nacional e na última edição ficou com o 3o lugar na grande final

CONHEÇA A BTEC

Saiba mais sobre curiosidades e sonhos dos integrantes do time que representa o Brasil na última etapa antes da grande final

Grande parte é gremista e gosta de um bom churrasco, além de ter em comum garra, determinação e o sonho de ganhar o Top Team

Você conhece os cinco profissionais que integram a equipe que representará o nosso país na final regional? Já se sabe que André, Carlos, Felipe, Marcelo e Neilson são aplicados, estudiosos e excelentes profissionais. Mas logo abaixo, cada um deles conta um pouco mais sobre a sua família, trajetória na Brasdiesel e hobbies. Grande parte é gremista e gosta de um bom churrasco, além de ter em comum garra, determinação e o sonho de ganhar o Top Team.

ANDRÉ LUÍS DECKER

Formado em administração de empresas e técnico em informática, Decker iniciou na Brasdiesel há 11 anos como auxiliar de vendas de veículos. Foi promovido a vendedor interno de peças e serviços, e depois a analista de garantia. Hoje atua como coordenador de processos, com responsabilidades como a administração do D.O.S de duas Casas do grupo e o suporte para a área de Inteligência de Mercado. O profissional é casado, pai da Maria Clara e adora viajar, jogos eletrônicos, Taekwondo e jardinagem.

Responda rápido:

Filme: Vingadores – Guerra Infinita
Estilo musical: pop rock, rock e sertanejo universitário
Comida predileta: massas
O que não pode faltar na mala de viagem: expectativas, fone de ouvido e óculos de sol
Perfume favorito: Invictus / Paco Rabanne
Time do coração: Grêmio
Sonho a ser realizado: conhecer a Disney
com esposa e filha
Programa de TV predileto: Supernatural
Que outra profissão gostaria de ter: analista de sistemas

CARLOS ALBERTO FÖSCH

Casado e pai de dois filhos – Gustavo e Luise, o eletricista que pedala e assiste filmes e seriados nas horas vagas iniciou sua trajetória dentro da Brasdiesel em 2000, como auxiliar mecânico e, em 2002, assumiu a função de eletricista. Em 2004, seguiu sua vida profissional em outras empresas, mas o destino o trouxe de volta em 2009. De lá para cá, vem atuando como eletricista e com sistema pneumático, além de ter se especializado em outras áreas dentro da mecânica. Fösch deseja conquistar vaga na semifinal para ser um exemplo de dedicação e força para sua família.

Responda rápido:

Filme: ação e ficção
Estilo musical: rock e pop
Comida predileta: panqueca
O que não pode faltar na mala de viagem: fone de ouvido
Perfume favorito: Malbec
Time do coração: Grêmio
Sonho a ser realizado: comprar uma
casa no interior
Programa de TV predileto: Top Gear
Que outra profissão gostaria de ter: mecânico de bicicletas

FELIPE DANIEL FOGAÇA

Como um bom gaúcho, adora churrasco. Um de seus hobbies prediletos é ouvir, cantar e tocar músicas. Quando está com a família – a esposa e as duas filhas, Julia e Lana – o programa número um é assistir filmes. Com 12 anos de Brasdiesel, o primeiro cargo foi como auxiliar mecânico, em 2006. Depois de dois anos, passou a ser eletricista e, em 2009, ganhou a oportunidade de trabalhar com sistema de injeção. Logo se tornou mecânico de motores, função que ocupa até os dias de hoje.

Responda rápido:

Filme: Um homem de família
Estilo musical: gospel, pop, rock nacional e internacional
Comida predileta: churrasco
O que não pode faltar na mala de viagem: fone de ouvido e óculos de sol
Perfume favorito: 300 km/h
Time do coração: não possui
Sonho a ser realizado: 1o lugar Mundial Top Team 2018
Programa de TV predileto: UFC
Que outra profissão gostaria de ter: vendedor de serviços Scania

MARCELO BUENO

Andar de bicicleta e kart são atividades que Bueno pratica nas horas vagas. Casado e pai do Cadu e da Julia, ele ainda curte ir ao clube para pegar uma piscina e fazer churrasco, além de jogar vôlei de areia e brincar com os filhos. Na Brasdiesel, atua como mecânico desde 2001. Para ele, estar na final regional significa superação, dedicação e expectativa que tudo continue caminhando positivamente para garantir a presença brasileira na última fase na Suécia.

Responda rápido:

Filme: Um homem de família
Estilo musical: rock, pop rock, sertanejo e gauchesca
Comida predileta:
estrogonofe e churrasco
O que não pode faltar na mala de viagem: gel para pentear
Perfume favorito: 212
Time do coração: Grêmio
Sonho a ser realizado: viajar pelo mundo com a família
Programa de TV predileto: Top Gear
Que outra profissão gostaria de ter: instrutor da Academy

NEILSON GOI FREITAG

Com formação técnica em mecânica industrial, Freitag iniciou na empresa em 2007. Trabalhou nas funções de auxiliar mecânico, mecânico geral, sistema de direção e suspensão, eletropneumática e atualmente é mecânico de transmissão. Casado e pai do Miguel, nas horas vagas viaja e passeia com a família. Seus hobbies preferidos são criar pássaros, pescaria, jardinagem e marcenaria.

Responda rápido:

Filme: Até o último homem
Estilo musical: pop rock e gospel
Comida predileta: massas
O que não pode faltar na mala de viagem: fone de ouvido
Perfume favorito: Malbec
Time do coração: Grêmio
Sonho a ser realizado: viajar para Fernando de Noronha e Irlanda
Programa de TV predileto: Em Busca do Ouro
Que outra profissão gostaria de ter: Biólogo

DISPUTA DE GIGANTES

América Latina e África. As sete equipes que desembarcam em São Bernardo do Campo amanhã (15) são destas regiões. Conheça os times que disputam junto com o Brasil vaga para a grande final em dezembro na Suécia.

ARGENTINA

Cidade: Buenos Aires
Concessionária: Baisur Motor
Equipe: Metegol
Integrantes: Luciano Barroso, Paulo Brito, Sergio Busnelli, Juan di Pasquale e Roberto Gimenez

ÁFRICA DO SUL

Cidade: Durban
Concessionária: Scania Durban
Equipe: Águias Sul-africanas
Integrantes: Sathasivan Subramoney, Pramchand Takoorparsad, Samuel Pier Vollenhoven, Quinton Truter e Ashwin Jaynun

CHILE

Cidade: Santiago
Concessionária: Scania Chile
Equipe: Mecanicos Vabis Serie S
Integrantes: Alarcón Victor, Valdes Nicolas, Valdivia Sebastian, Meneses Fabián e Martinez Kevin

MÉXICO

Cidade: Monterrei
Concessionária: Scania México
Equipe: Scania Steel
Integrantes: Ernesto Salazar Mata, Victor Natera Marrufo, Alan Hermilo Alvarado Arrieta, Eulalio Muñoz Garcia e Juan Bautista Salazar

PERU

Cidade: Lima
Concessionária: Scania Peru
Equipe: Peruvian Force
Integrantes: Mendo Chunque John Andreiv, Arredondo Barrientos Wilber, Ortiz Fierro Carlos Enrique, Paucar Santana Ederth e Miranda Marcos Javier Manuel

QUÊNIA

Cidade: Nairóbi
Concessionária: Scania África Oriental
Equipe: Simba
Integrantes: Alexander Mutua, Henry Macharia, David Kariuki, Stephen Kioko e Samson Wanjau

URUGUAI

Cidade: Fray Bentos
Concessionária: Jose M Duran
Equipe: Fray Bentos
Integrantes: Mauricio Lozano, Anibal Galeano, Rodrigo Osano, Federico Raurich e Andres Cheveste

SUSPENSE ENVOLVE PROVAS DA FINAL MUNDIAL

Atividades são sigilosas e reveladas apenas instantes antes da competição

O Top Team é um torneio que tem uma pitada a mais de emoção, pois em todas as etapas as ações que as equipes terão que enfrentar para conquistar o título são uma surpresa. “Um dos pontos mais interessantes e que dão emoção à disputa é que os integrantes não sabem exatamente o que encontrarão pela frente. É mantido sigilo até os dias próximos ao evento e aos poucos os organizadores vão revelando como se desenrolará todo o torneio, inclusive a final”, explica Gustavo Andrade, um dos responsáveis da última edição, realizada em 2014-2015.

A final mundial de 2014-2015 pode ser resumida a um espetáculo. As 12 equipes dos países que ganharam a final regional viajaram até a Suécia e disputaram o título em diversas etapas, distribuídas em dois dias. No primeiro, as estações de provas seguiram iguais as da final regional, uma prova teórica e quatro práticas. Dos 12 grupos, foram classificados quatro (Nova Zelândia, Reino Unido, Brasil e Austrália) que concorreram em novas atividades no dia seguinte.

No outro dia, os organizadores promoveram uma espécie de game show, com apresentador e transmissão ao vivo para todo o mundo por meio do site da Scania. As equipes participaram de um quiz com perguntas sobre o dia a dia do trabalho na oficina e conhecimentos sobre os produtos da marca. Na parte dinâmica, os competidores enfrentaram três provas: ligação de chicotes para acionar luzes e sirene em um quadro elétrico, manutenção preventiva (troca de filtro) em motor marítimo e na prova final a instalação e programação de um acessório de faróis auxiliares.

O Brasil conquistou o 3o lugar, ficando atrás da Nova Zelândia (1o) e Reino Unido (2o). Para esta edição, o suspense continua. Estamos na torcida para que a BTec ultrapasse mais essa fase da final regional para conhecermos de perto o que está programado para a grande final mundial.

SOMOS TODOS BTEC

Colaboradores enviam mensagem de apoio para equipe que está na semifinal

Temos mais uma vez a chance de participar da semifinal do Top Team e todos estão felizes e ansiosos para a final regional, que será realizada na sede da companhia em São Bernardo do Campo e que definirá duas equipes que seguem para a grande final na Suécia. “A BTec merece essa conquista porque vem se dedicando desde a última edição quando foi campeã nacional, passou pela fase regional e conquistou o 3o lugar na final na Suécia. Chegamos bem perto. Nesta edição, novamente, superou a etapa brasileira e garantiu vaga na final regional, disputando com excelentes equipes nacionais. Tudo isso é fruto de muito trabalho e estudo,  de um time extremamente competente em um caminho de vitória. A etapa não será fácil, mas temos certeza que o grupo está bem capacitado, treinado e preparado. Somos todos BTec. Podem contar com o nosso apoio e torcida!”, destaca Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania Brasil. 

Veja também depoimentos de colegas da rede de concessionárias: