Programas de Manutenção Scania deverão crescer 28% em 2019

Em 2018, as vendas aumentaram em 56%; do total de caminhões novos vendidos pela marca, 41% saíram com alguma das modalidades oferecidas

A área de Serviços da Scania vem acumulando nos últimos anos uma série de conquistas no setor. Toda esta mudança na forma de oferecer serviços se traduz em pioneirismo e no aumento de faturamento, para 2019 a expectativa é por um crescimento de 28% na venda de programas de manutenção.

“Nenhum outro concorrente revolucionou tanto o mercado com soluções de serviços nos últimos anos como a Scania. Desde o PMS com Planos Flexíveis até a novidade mais recente, o PMS Fleet Care, que já é um sucesso”, afirma Fábio Souza, diretor de Serviços.

Em 2019, a projeção é para que mais da metade dos caminhões novos saiam com algum tipo de programa de manutenção. O portfólio de programas deverá chegar a 50% dos clientes, alcançando mais de 16 mil usuários. Os planos flexíveis deverão chegar a 8.000 ativados e os Serviços Conectados a 28 mil veículos, entre caminhões e ônibus.

2018: ano de importantes conquistas
O balanço de 2018 para os serviços Scania foi extremamente positivo. As vendas de programas de manutenção (PMS) aumentaram em 56% em relação a 2017 (carteira de 8.300 veículos). O portfólio de PMS cresceu 47% no mesmo período (de 7.329 para 10.749 veículos).

O programa com planos flexíveis chegou a mais de 3.000 programas vendidos, com participação de 40% nas vendas entre todas as modalidades. Foram 3.145 veículos utilizando o sistema em que o próprio caminhão avisa quando deve parar. Ou seja, do total de 10.749 veículos com programas de manutenção, 29% foram ativados com o plano flexível. E, do total de caminhões novos vendidos pela marca, 41% saíram com alguma das modalidades oferecidas de PMS.

Já os Serviços Conectados registraram 15.300 veículos ativos com um crescimento de 125% sobre os 6.800 de 2017. Do total, 92% foram caminhões (14.004 unidades) e 8% ônibus (1.296 unidades).

Post Author: scania Brasil