Paixão estampada na pele

Vendedor de veículos da Suvesa é apaixonado pela marca e tem o grifo tatuado

“Tudo começou em 1993, quando entrei na Suvesa. Tenho um amor pela marca desde pequeno, e a lembrança de sempre andar de Scania com meu pai. E quando comecei a trabalhar para a marca, isso só aumentou”, conta Regis Heitor Schwerz, vendedor de veículos da Suvesa, que hoje tem o grifo marcado na pele.

Na Suvesa o vendedor teve a oportunidade de conhecer diversas áreas. “E foi aí que passei a admirar mais a marca e aprendi muito com essa experiência. Temos livre contato com o pessoal da fábrica, liberdade de tirar dúvidas com todas as áreas da Unidade Comercial. Além de trabalharmos com pessoas maravilhosas, com espírito de equipe”.

Há algum tempo, Regis chegou a trabalhar na concorrência e se diverte de lembrar que não podia tirar a camisa na hora de jogar futebol com os clientes. “Hoje, a gente dá risada, mas na época, com o símbolo da Scania estampado na pele, tinha que arrumar uma desculpa”. “Já faz quatro anos que voltei para a Scania e agora visto a camisa literalmente em mim, no dia a dia e na pele”, finaliza.

Regis Heitor Schwerz, vendedor de veículos da Suvesa

O amor pela marca está estampado na pele de Régis

Post Author: scania Brasil